Blog

Parceria com Hellograf revela os benefícios da manutenção programada

empresa de engenharia elétrica em Curitiba

Há mais de dez anos a OMS Engenharia é parceira da Hellograf, uma das maiores empresas de artes gráficas e editoração no Paraná. A tarefa é fazer com que a energia utilizada para alimentar as potentes impressoras de livros, revistas, folders, cartazes e outros produtos seja estável, a fim de evitar imprevistos como as quedas de energia que costumam atrasar a produção e gerar grandes prejuízos financeiros às indústrias.
A estratégia da OMS é planejar e coordenar manutenções periódicas para prevenir problemas. “Até hoje eu me surpreendo quando recebo uma ligação do pessoal da OMS dizendo: ´ó, no sábado vamos fazer uns testes nos quadros de disjuntores, como prevenção´. Qual empresa faz isso? Qual está preocupada com o seu cliente?” — comenta Abílio de Oliveira Santana, sócio proprietário da Hellograf.
Na última inspeção, realizada em agosto de 2016, testes nos painéis eletrônicos revelaram que dois disjuntores estavam superaquecendo. “Eu estava com um problemão na mão e não sabia. Tinha roubo de energia, causado pelo superaquecimento, e isso poderia parar a produção. Só que tudo foi resolvido antes. Eu realmente não tenho preocupações com esse tipo de coisa”, conta.
Além de todo esse cuidado, a OMS projetou e executou toda a parte elétrica da nova sede da Hellograf, construída em 2012. Em 2014, uma impressora com mais de 40 toneladas e enorme consumo de energia foi instalada na gráfica, o que exigiu todo um projeto de distribuição de eletricidade só para ela.
Para esse equipamento funcionar adequadamente, padrões específicos exigidos pelo fabricante eram necessários. “No início eu questionei sobre o nível de exigência do fabricante, porém a OMS me provou que realmente era preciso todo aquele investimento. Eu achei que podia economizar na instalação, mas eles me mostraram que não era aquele o caminho. Que eu poderia ter problemas sérios no futuro”, diz Santana.
A relação de confiança estabelecida no trabalho sério que entrega soluções antes mesmo de os problemas acontecerem é a base do sucesso da parceria. “Esse é o nível de confiança que a gente tem. Eles trazem soluções para a gente. E isso é bom porque nós não temos tempo para cuidar desses detalhes. E nem sabemos. Temos um transformador sugerido e instalado pela OMS, de 150 kVA. Esse transformador capta a energia de alta tensão e a transforma para a nossa necessidade. Tudo isso é pensado e gerenciado pela OMS. Nós realmente não temos problemas com isso aqui”, afirma o empresário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.