Blog

Saiba tudo sobre manutenção de cabeamento estruturado e entenda os problemas que sua empresa pode ter sem ela!

Manutenção de cabeamento estruturado

Você já perguntou como anda a manutenção do cabeamento estruturado de sua empresa?

Então, pense com a gente… Num mundo onde os negócios são cada vez mais digitais e dependentes de grandes quantidades de informações, são raras as corporações sólidas que não optam por implantar uma rede de comunicação dedicada à transmissão de conteúdos de internet, telefonia, voz e imagem em alta velocidade.

Ótimo. Uma rede estruturada integra todas as soluções de comunicação em uma única infraestrutura, trazendo eficiência e agilidade às empresas.

Mas é preciso garantir também que essa infraestrutura funcione adequadamente. E isso demanda realizar manutenções preventivas e corretivas do cabeamento estruturado e demais componentes da rede. Por isso, preparamos este post para responder:

  • Que tipos de problemas que podem ocorrer em cabos de redes estruturadas?
  • Como eles podem afetar a comunicação e as rotinas de trabalho em sua empresa?
  • Que atividades são realizadas durante as manutenções de cabeamento estruturado?
  • Como é elaborado um plano de manutenções preventivas capaz de proteger sua empresa?

Para começar, vamos entender a relevância do processo de manutenção de redes para comunicação de dados, voz, imagem, internet e telefonia.

 

Por que a manutenção de cabeamento estruturado é importante?

 

O sistema de cabeamento estruturado de uma empresa é, na verdade, uma rede de cabos, conectores e outros dispositivos especiais que realizam o tráfego de dados entre salas, computadores, interfones, circuitos de TV, monitoramento e demais sistemas administrativos.

Manutenção de cabeamento estruturado 2

Portanto, o cabeamento estruturado conecta os vários setores corporativos entre si e com provedores de serviços de telefonia, internet ou outros.

E por que a adoção de soluções de cabeamento estruturado para empresas, indústrias, universidades, escolas, hospitais ou edifícios e condomínios residenciais é uma realidade cada vez mais recorrente?

Simples. Porque essas infraestruturas permitem a padronização e a organização de cabos e conectores. Além deles, permitem também a estruturação de uma rede de transmissão de dados com alta performance, ou seja, mais veloz.

De forma clara, o cabeamento estruturado é capaz de fazer a unificação da rede de cabos e dos sistemas de comunicações, proporcionando a integração total dos serviços. E fazendo com que as operações corporativas sejam mais eficazes.

Por exemplo, antes uma empresa precisava de diferentes redes de cabos para atender os computadores. Precisava também, outra para os telefones. Outra para a internet e outra para os sistemas de segurança e assim por diante. Com o cabeamento estruturado, não existe mais esse acúmulo de cabos.

E toda a eficiência dessa estrutura depende diretamente da correta manutenção do cabeamento estruturado. Uma ação cautelosa que pode reduzir riscos, prejuízos e gerar até economia. Quer ver?

 

Problemas que a manutenção pode evitar

 

Se os cabos da rede de comunicação de dados de sua empresa apresentarem pontos de falha, você poderá ter problemas. Problemas como: perda de qualidade, interferências ou mesmo a interrupção na transmissão de dados.

Na rotina corporativa, isso pode acarretar uma série de contratempos, como:

  1. Paralisação de serviços administrativos que dependem do processamento de informações, dados, voz ou imagem.
  2. Indisponibilização da conexão à internet.
  3. Interrupção de circuitos internos de TV e voz que afetam o monitoramento, a comunicação interna e a segurança das empresas.
  4. Perda de acesso a dados ou mesmos a sistemas administrativos digitais utilizados em rotinas diárias de trabalho.
  5. Queda de eficiência em função de perdas na velocidade ou qualidade da transmissão de dados.

Esses e outros problemas comuns podem ser causados pela falta de manutenção em cabos, conectores e dispositivos de rede danificados.

Como surgem esses problemas no cabeamento estruturado?

 

Infiltrações, goteiras e rachaduras na estrutura física da edificação são exemplos de situações que podem afetar o sistema de cabeamento estruturado.

“Até mesmo uma reforma civil mal executada pode danificar cabos ou outras estruturas da rede de comunicação. Cabos podem ser rompidos e a poeira gerada sem controle específico pode afetar componentes do sistema de cabeamento estruturado” – explica Henrique Costa, engenheiro-eletricista da OMS Engenharia.

Por isso, é vital não apenas a manutenção do cabeamento como da própria infraestrutura da edificação onde ele foi instalado. “É  comum realizarmos a manutenção do cabeamento estruturado cuidando, ao mesmo tempo, da parte física das empresas, unindo engenharia civil e elétrica” – complementa o engenheiro.

Manutenção de cabeamento estruturado 3Outro ponto de fragilidade bastante comum ocorre em épocas de chuvas frequentes. Elas exigem maior atenção não apenas pelo perigo de infiltrações, mas porque elevam o risco de descargas elétricas. Raios podem danificar sistemas de cabeamento estruturado projetadas sem as proteções elétricas corretas.

Além disso, redes mal projetadas ou ampliadas sem um planejamento adequado podem ter cabeamento estruturado incompatível com os computadores e equipamentos a eles conectados. Isso inviabiliza a transmissão de sinais.

Cabos e dispositivos também podem se deteriorar por exposição a intempéries, agentes corrosivos ou outros fatores. Fibras óticas podem ser rompidas por acidentes ou fatores mecânicos. E a manutenção de cabeamento estruturado é essencial para identificar e solucionar esses problemas a tempo de evitar prejuízos, como a paralisação de atividades.

Portanto, riscos podem ser evitados quando a manutenção de cabeamento estruturado é realizada periodicamente, vistoriando e identificando problemas ou pontos de fragilidade das redes corporativas, industriais ou residenciais.

 

Faça manutenção de cabeamento estruturado e evite ruídos

 

Além de danos na infraestrutura física, interferências elétricas e magnéticas podem afetar os cabos. Estas interferências ocasionan interrupções, queda de qualidade ou oscilações na transmissão de dados.

Nesses casos, testes com equipamentos específicos no trajeto dos cabos podem encontrar as fontes de interferência para que as perdas sejam solucionadas.

As interferências eletromagnéticas causadas, por exemplo, por ruídos de motores, lâmpadas e elevadores, geram perturbações que afetam a qualidade da comunicação.

As chamadas “perturbações dos canais de comunicação” são falhas passíveis de controle com as manutenções do cabeamento estruturado. Algumas distorções comuns são:

ECO: Ocorre em sinais de telecomunicação quando ouvimos nossa própria voz. É causado peça reflexão do sinal transmitido ao longo dos cabos.

RUÍDOS: São distúrbios elétricos que ocorrem em uma transmissão por agitação de elétrons ou surtos de corrente elétrica.

ATENUAÇÃO: É um tipo de deformação com perda de potência do sinal. É gerada por cabos ou filtros, entre outros.

RETARDO: Ocorre quando há atrasos na frequência de um sinal de comunicação. Também pode deformar o sinal transmitido.

E ainda…

HARMÔNICA: Neste caso, a deformação do sinal é causada por amplificação de sinais de espectro múltiplo do sinal principal.

DIAFONIA: Conhecida como “crosstalk” ou “linha cruzada”, ocorre quando um par de fios do cabeamento estruturado provoca interferência em outro par. Um exemplo é quando ouvimos conversas de outras pessoas aos fazemos uma ligação telefônica.

AGITAÇÃO DE FASE (Phase Jitter): É uma instabilidade na frequência do sinal de comunicação.

DROP-OUT: É a perda do sinal por um tempo muito curto. É causado, normalmente, por ruídos ou outras deformações na transmissão.

Esses problemas ocorrem, principalmente, quando são utilizadas tubulações e canaletas inadequadas para o transporte da infraestrutura de cabeamento estruturado.

E podem prejudicar os sistemas de comunicação de dados de telefonia ou internet, causando falhas ou distorções nos sinais transportados.

As análises e vistorias de manutenção do cabeamento estruturado são vitais para identificar as fontes de problemas causados por interferências externas ou falhas na infraestrutura da rede.

 

Como é feita a manutenção de cabeamento estruturado?

 

Como vimos ao longo do post, a disposição da estrutura de cabeamento estruturado tem como objetivo facilitar as operações envolvendo a comunicação entre cabos e o envio de dados.

Nesse sentido, os processos de manutenção tornam-se parte essencial desse sistema. Para manter tudo que o cabeamento estruturado proporciona funcionando é preciso priorizar uma rotina de prevenção.

Com a manutenção preventiva, é possível evitar operações com serviços complexos, perda de tempo e maiores custos.

Sua empresa pode contratar um plano de manutenção de cabeamento estruturado que contenha um protocolo padronizado de vistorias. Estes protocolos podem contemplar também a realização de reparos e demandas geradas no dia a dia das empresas, como veremos a seguir.

O plano de manutenção do cabeamento estruturado

 

Os serviços de manutenção deverão incluir intervenções corretivas, preventivas e preditivas com o objetivo de minimizar problemas e corrigir falhas.

Em um contrato de manutenção, a empresa especializada que presta a assistência deve realizar inspeções in loco. Além disso, fazer testes que apontem possíveis defeitos e fragilidades do sistema de cabeamento estruturado.

São atividades comuns dos planos de manutenções:

  1. Realizar a manutenção preventiva do cabeamento estruturado com vistorias rotineiras para corrigir e monitorar toda a infraestrutura da rede.
  2. Executar o diagnóstico apontando soluções eficazes para os problemas encontrados.
  3. Atender aos pedidos de alterações ou remanejamento de pontos.
  4. Executar a instalação de novos pontos de utilização dos serviços de dados.
  5. Fazer todas as conectorizações necessárias ao funcionamento eficaz da rede.
  6. Após realizar os testes necessários, apresentar relatório de certificação dos pontos. Isso é importante para o controle da rede estruturada quando são feitas alterações.
  7. Além de oferecer suporte técnico, realizar laudos técnicos de avaliação da instalação elétrica e do cabeamento estruturado.

Veremos, a seguir, como é feita a avaliação dos cabos e quais equipamentos são utilizados durante as vistorias na manutenção de cabeamento estruturado.

Testador, qualificador e certificador de cabos

 

Como vimos, além de problemas na própria infraestrutura de uma rede de cabeamento estruturado, existe uma série de distorções, interferências e falhas de comunicação que ocorrem, muitas vezes, durante a transmissão dos dados pelos cabos.

Nesse sentido, a manutenção do cabeamento estruturado atua especialmente por meio do testador, qualificador e certificador de cabos.

Esses três aparelhos são capazes de assimilar falhas e testar o desempenho dos cabos envolvidos na estrutura, para evitar prejuízos e erros.

O testador de cabos é um aparelho com funções simples, mas importantes. Através deste equipamento é possível testar a continuidade dos condutores, apontando erros ou conexões cruzadas que possam interferir no bom funcionamento do sistema. O testador é utilizado por técnicos com frequência para a realização de pequenos reparos.

Já o qualificador de cabos é um outro tipo de aparelho que tem como função identificar se o cabeamento está transmitindo os dados com eficiência e com segurança.

Por fim, o certificador é uma ferramenta que realiza a medição e testa todas as funcionalidades dos cabos comparando com as normas vigentes.

Esse aparelho certifica que a estrutura está com um bom desempenho, de acordo com o que é estipulado pelas diretrizes que regem as estruturas de cabeamento estruturado.

Mesmo com funções diferentes, cada um dos aparelhos apresentados pode ajudar na rotina de manutenção da estrutura de cabeamento estruturado. Como vimos, a manutenção preventiva é o caminho essencial para manter um sistema completo de telecomunicações sem falhas.

 

Como planejar um sistema de cabeamento estruturado que facilite as manutenções?

 

Cada projeto de cabeamento estruturado possui uma topologia, uma arquitetura própria que atenda às necessidades específicas de cada cliente, seja corporativo ou residencial.

Um bom planejamento, com a topologia de cabeamento estruturado ideal, pode significar a agilidade de processos e transmissões mais velozes de informações e dados.

 

Manutenção de cabeamento estruturado 4

 

Por ter uma organização que é capaz de suportar frequentes mudanças sem modificar a distribuição dos cabos, o cabeamento estruturado é essencial para locais que têm demandas de reestruturação constantes.

Com isso, diminui a inatividade dos sistemas utilizados, o que torna as operações realizadas mais eficazes. O cabeamento estruturado também pode evitar a necessidade de constantes manutenções corretivas ou gerar manutenções mais simples, o que pode reduzir custos.

Além disso, visualmente, o local tona-se mais organizado, proporcionando um ambiente com melhores condições de trabalho. Atualmente, essa estrutura pode gerar economia e eficácia para as operações de comunicação.

É importante analisar que todo esse sucesso do cabeamento estruturado vem através de um projeto bem elaborado. Por isso, a escolha dos cabos, dos caminhos que serão utilizados, dos acessórios e do ambiente facilitado de acesso para a manutenção são fundamentais.

→ Entenda tudo sobre esse tema no post especial que preparamos sobre projetos de cabeamento estruturado.

 

Faça bons projetos e evite problemas futuros

 

O começo do planejamento de cabeamento estruturado acontece com a escolha do tipo de cabeamento, que pode ser metálico ou óptico.

O cabeamento metálico é implantado com cabos de cobre de alta velocidade. Esse tipo de cabeamento possibilita a redução de fontes de energia e possui ampla utilização no mercado.

A aplicação de cabeamento metálico tem como desvantagem ser mais sensível a interferências de radiofrequência e a ondas eletromagnéticas. Pode ocorrer também a degradação do sinal para longas distâncias que precisam ser alcançadas.

Nesse sentido, o cabeamento estruturado via fibra ótica se torna mais eficaz para a transmissão do sinal com menos limitações de distâncias e interferências. A fibra ótica também apresenta maior taxa de velocidade no transporte de dados.

O cabeamento estruturado com fibra ótica é, geralmente, recomendado para redes de empresas, indústrias ou edifícios que apresentam um tráfego intenso de grandes quantidades de dados.

→ Conheça os principais tipos de cabos e arquiteturas  de rede em nosso post completo sobre topologias de cabeamento estruturado!

 

Como o projeto as built facilita a manutenção do cabeamento estruturado de sua empresa

 

Além de escolher o melhor tipo de cabo e topologia de cabeamento estruturado, é preciso também planejar a elaboração do as built (ou “como construído”).

O projeto as built para cabeamento estruturado é realizado após a execução da obra. Também quando o planejamento original da estrutura de rede foi alterado. Ou até mesmo quando não há registros sobre a infraestrutura já instalada.

Esse tipo de projeto é essencial para a realização das manutenções e futuras alterações. Nele, é possível encontrar todas as informações necessárias sobre o cabeamento estruturado que foi instalado. O que facilita os processos citados.

→ Pronto! Agora você já tem todas as informações sobre redes lógicas e sabe a importância da manutenção do cabeamento estruturado de sua empresa. Então, conheça as soluções que a OMS Engenharia tem para oferecer.

Utilizamos cabeamentos de última geração de fornecedores consolidados, como a Furukawa, de quem somos parceiros na reciclagem dos cabos retirados de nossas obras!

→ Aproveite para baixar nossos e-books sobre engenharia multisserviços, laudos elétricos e energia fotovoltaica!

Entre em contato através do link!

Estamos esperando por você! Até mais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.