Blog

Como aumentar a eficiência energética industrial? Combinar geração com otimização do consumo é a saída

Eficiência energética industrial

Já pensou em implantar um programa de eficiência energética industrial? Ou mesmo em sua empresa ou residência?  Então reflita conosco: o mundo caminha, cada vez mais, para o desenvolvimento de políticas de sustentabilidade energética.

Podemos dizer que os dois pilares para indústrias e empresas chegarem a um consumo razoável são: eficiência energética e geração de energia renovável.

A combinação desses dois pilares gera economia financeira e segurança energética.

Esse post mostra o que é preciso fazer para construir esses dois pilares que fundamentam a redução de custos com eletricidade.

Para ajudar, preparamos um vídeo que explica como é feito um programa de eficiência e consumo consciente. É rápido e resume o essencial que você precisa saber para começar seu projeto de eficiência energética industrial! Mas antes, vamos falar dos pilares da eficiência!

Primeiro pilar: medidas de redução do consumo

Não há como pensar em um programa de eficiência energética em Curitiba ou em qualquer outra cidade sem entender como isso funciona e como é realizado na prática.

A eficiência energética é uma atividade que procura aproveitar as fontes de energia de forma consciente.

Isso para um melhor aproveitamento dos recursos energéticos que possuímos.

Por exemplo: hoje já não é admissível que tenhamos lâmpadas acesas em ambientes desocupados. Isso é um gasto de energia desnecessário, inconsciente, que gera altos custos para toda a sociedade.

Sim, porque imagine que aquela energia desperdiçada teve um custo para ser produzida. Um custo não só financeiro, mas também de recursos naturais.

E, hoje, com tudo o que sabemos sobre o meio ambiente, não cabe mais desperdiçar recursos naturais.

Segundo pilar da eficiência energética industrial: energias renováveis

Sim, empresas e indústrias que decidem implantar um programa de eficiência energética industrial, mesmo em cidades com clima um tanto quanto instável, com Curitiba, podem gerar energia solar fotovoltaica. 

Energias renováveis como a solar são uma maneira de diminuir o uso de energia hídrica e de combustíveis fósseis.

Esses tipos de energias trazem um desgaste enorme para o meio ambiente.

Uma das possibilidades de produzir energia sem usar petróleo ou carvão é a instalação de painéis solares em casas e edifícios comerciais ou industriais.

A energia fotovoltaica, como também é conhecida, é um dos recursos mais limpos de produção de energia.

Além de não prejudicar o meio ambiente, ela gera uma redução de até 80% na conta de luz. Para isso ela dever ser combinada a um programa de eficiência energética.

Então, desenvolver um programa de eficiência energética industrial é uma forma de ajudar o nosso planeta.

Como ocorre a implantação de um programa de eficiência energética industrial?

Primeiro é preciso fazer uma avaliação em sua indústria ou empresa.

Após identificar os gargalos energéticos – onde há desperdício, por exemplo – são sugeridas as medidas adequadas para cada caso.

A implantação dessas medidas pode ocorrer imediatamente ou de maneira programada.

Com a adoção dessas medidas, ocorre a redução do consumo e uma diminuição visível  e, normalmente, drástica da conta de luz.

O payback, ou seja, o retorno do investimento, pode ocorrer em pouco tempo, e os efeitos positivos do programa são sentidos por anos a fio.

Para saber os detalhes de como é executado o programa de eficiência energética em Curitiba, Paraná, Santa Catarina, São Paulo e outras localidades atendidas pela OMS Engenharia, assista ao vídeo acima!

E leia também esse post sobre linhas de crédito para programas de eficiência .

Vale muito a pena entender como a eficiência energética industrial pode revolucionar a questão do custo energético de sua empresa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.