Blog

Como reduzir a conta de luz? 12 razões para substituir a iluminação comum por lâmpadas de LED

como reduzir a conta de luz

O inverno 2017 começou no dia 21 de junho. E entramos na estação com bandeira tarifária vermelha para a energia elétrica. Ou seja: durante todo o mês de maio, pagamos R$ 3,00 extras para cada 100 kWh de energia consumidos. Além do acréscimo com as bandeiras vermelhas da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), a conta de luz fica mais cara devido ao aumento da demanda por aquecimento, especialmente nas cidades frias do Brasil. O tempo esfria e a conta sobe, e sobe, e sobe… É nessa época que consumidores residenciais, empresas e indústrias costumam perceber que já passou da hora de pensar em como reduzir a conta de luz. Hora de investir em soluções concretas para compensar o aumento da demanda.

A substituição das lâmpadas comuns ¬– incandescentes ou fluorescentes – por lâmpadas de LED pode ajudar a REDUZIR A CONTA DE LUZ EM ATÉ 70%, como falamos no nosso post anterior.
Agora, vamos fazer uma comparação entre esses tipos de lâmpadas e analisar o caso real de uma empresa, mostrando quanto ela desembolsou e em quanto tempo teve o retorno desse investimento em tecnologia LED.

Veremos também os motivos que nos levam a constatar que esse é um excelente investimento para indústrias e empresas que se pensam seriamente em como reduzir a conta de luz.

12 razões para usar lâmpadas de LED

Essa tecnologia, utilizada inicialmente pela indústria eletrônica em relógios digitais e computadores, hoje é tendência mundial em iluminação pública e privada comercial, industrial ou residencial. Algumas razões para a disseminação dessa tecnologia são:

  1. Redução de 90% no consumo de energia
  2. Maior durabilidade, com vida útil estimada em 50.000 horas
  3. Baixo custo de manutenção
  4. Ausência de metais pesados
  5. Não emite calor
  6. Maior eficiência (converte mais de 80% da energia em luz)
  7. Maior segurança na instalação e operação
  8. Possibilidade de dimerização
  9. Controle dinâmico de cores
  10. Resistente a vibrações e impactos
  11. O número de vezes e a frequência em que é ligada e desligada não altera sua vida útil
  12. Acendimento imediato

Por todos esses motivos, a substituição de lâmpadas comuns por LED é parte importante dos programas de eficiência energética. Esses programas são cada vez mais essenciais às empresas e indústrias em um mundo à beira do colapso energético. E uma ótima reposta à nossa pergunta: como reduzir a conta de luz?

A comparação entre LED e as demais lâmpadas

Um breve estudo comparativo sobre as lâmpadas mais usuais mostra como reduzir a conta de luz é natural quando utilizamos LED. Isso por fatores que vão do sistema de transformação da energia em luz ao descarte especial necessário para lâmpadas com metais poluentes, como a de mercúrio. Vejamos…

LED x lâmpadas incandescentes

  • As lâmpadas Incandescentes consomem 10% da energia para gerar luz, desperdiçando os 90% restantes para geração de calor.
  • As lâmpadas LED economizam até 90% em relação à incandescente.
  • Vida útil de aproximadamente 1000h, com desgaste e fácil quebra do filamento tungstênio.

  • Como reduzir a conta de luz? As luminárias de LED gastam apenas um décimo (10%) da energia consumida pelas lâmpadas incandescentes.
  • Vida útil de aproximadamente 50.000h.

Tubular de LED x lâmpada fluorescente

  • A lâmpada fluorescente necessita de reator, o que implica em aumento de 20% no consumo final.
  • Vida útil: em torno de 7500 h.
  • Necessita descarte especial, por conter poluentes como o mercúrio.
  • Manutenção elevada.

  • A lâmpada tubular de led economiza, em média, 60% de energia.
  • Vida útil de aproximadamente 50.000h.
  • Não necessita de descarte especial, pois não é tóxica. Totalmente reciclável.
  • Substitui a lâmpada fluorescente tubular sem demandar investimento em nova infraestrutura.

Quanto custa? Veja o caso real de uma empresa que soube como reduzir a conta de luz usando lâmpadas de LED

Vamos mostrar agora o caso de uma empresa atendida pela OMS Engenharia na implantação de um programa de eficiência energética. A substituição das lâmpadas por LED foi uma das medidas adotadas no programa, que avalia como reduzir a conta de luz. A empresa utilizava, por andar, 100 luminárias com duas lâmpadas cada. Somava, portanto, um total de 200 lâmpadas fluorescentes de 32W de potência, que foram substituídas por LEDs de 14,5W.

Na época em que foi feito o orçamento, a concessionária de energia elétrica local cobrava R$0,43 por kW/h de eletricidade. Com base nessa tarifa, o custo inicial da troca das 100 luminárias e das 200 lâmpadas fluorescentes por lâmpadas de LED foi de aproximadamente RS 80 mil reais. Com a substituição, porém, a empresa passou a economizar R$ 13 mil reais/ano em energia.

O custo de manutenção despencou: essa é outra vantagem da tecnologia LED quando pensamos como reduzir a conta de luz. Somado à manutenção anual das luminárias, o valor total do custo com energia elétrica para iluminação da empresa avaliada caiu de R$ 48,2 mil reais com as lâmpadas fluorescentes para R$10,7 mil com as lâmpadas de LED. Isso gerou uma economia de R$ 37,4 mil reais por ano.

A OMS calculou ainda como esse custo encolhe quando a empresa opta pela automação da iluminação: outra forma de como reduzir a conta de luz. O cliente avaliado funcionava 24 horas por dia. Com a automação, o tempo de utilização das lâmpadas foi reduzido para 10 horas/dia. Dessa forma, o custo de energia com as lâmpadas de LED caiu ainda mais: para R$ 3,3 mil/ ano. Já a economia anual subiu de 37,4 mil reais para 44,9 mil reais.

Ou seja…

Com as lâmpadas tubulares de LED funcionando 10 horas/dia, o payback do investimento foi atingido em 15 meses. Se as lâmpadas fluorescentes são reaproveitadas em outros locais, o retorno do investimento é ainda mais rápido.

Além da economia, a adoção da tecnologia LED elimina o custo com o descarte de lâmpadas fluorescentes e reatores no meio ambiente. Essas lâmpadas possuem metais pesados que causam mal à saúde. O mercúrio, por exemplo, pode provocar até mesmo convulsões, afetando o sistema nervoso. Quando as lâmpadas quebram na natureza, liberam gases e o metal contamina solo, plantas, água, peixes e outros animais. O custo por lâmpada para o descarte correto gira em torno de R$ 1,00.

Os benefícios da utilização de lâmpadas de LED vão, então, do bolso ao meio ambiente, das empresas à sociedade em que vivemos. Além de como reduzir a conta de luz…

Open chat