Blog

Manutenção civil e hidráulica é fundamental em prédios e indústrias. Saiba como e quando fazer.

Manutenção civil e hidráulica

A manutenção civil e hidráulica é um dos principais fatores que garantem o bom funcionamento de um edifício comercial, residencial ou de uma indústria. Ela é fundamental para que os desgastes e os problemas que costumam aparecer ao longo dos anos sejam evitados.

O segredo para manter a boa qualidade das instalações civis, elétricas e hidráulicas das edificações é apostar na manutenção preventiva.

Realizada em períodos curtos e pré-determinados, ela é a responsável por melhorar o desempenho dessas infraestruturas, cortando altos gastos com reparos que poderiam ser evitados e valorizando o imóvel.

No post de hoje, vamos falar da importância que a manutenção civil e hidráulica tem na vida útil dos empreendimentos comerciais, residenciais e das indústrias. Ela economiza muito dinheiro e evita gastos necessários. Como? Confira a seguir!

 

Manutenção civil e hidráulica preventiva

 

Para entender por que você deveria investir agora mesmo na manutenção civil ou hidráulica preventiva de seu imóvel ou indústria, basta analisar os riscos que são assumidos caso ela não seja realizada:

 

1. Ocultação de riscos

Muitos problemas que podem ocorrer no dia a dia das instalações de um edifício podem ser antecipados. Por isso, ter um diagnóstico completo e preventivo de todos os fatores de risco a que a edificação, os funcionários e condôminos estão expostos é a chave para evitar qualquer tipo de transtorno.

 

2. Gravidade e urgência

Com a falta da manutenção preventiva, muitos problemas podem acabar aparecendo de forma simultânea. Isso acaba dificultando o serviço de reparo e ocasionando atrasos na manutenção, já que será preciso elencar quais são os problemas mais graves e urgentes que precisam ser resolvidos, por etapas.

 

3. Manutenção informal

Quando falamos de manutenção preventiva, estamos falando de uma manutenção realizada por uma equipe técnica especializada no serviço. Isso porque somente os especialistas poderão identificar corretamente as condições de uso, conservação e, com isso, elaborar um plano de manutenção civil predial, industrial e hidráulico que deverá ser seguido.

 

4. Falta de suporte especializado

Quando não se conta com uma empresa técnica especialista em manutenção preventiva predial, é muito comum contratar profissionais de última hora que estão disponíveis no mercado somente quando os problemas ocorrem. Essa prática, no entanto, acarreta altos custos e uma má conservação dos equipamentos e instalações. Com uma equipe de suporte, esses eventuais problemas dificilmente irão ocorrer porque a visão do suporte é global e de longo prazo.

 

5. Altos custos

Sem dúvida, um dos problemas mais recorrentes da falta de manutenção preventiva são os custos elevados dos consertos de última hora.

Isso porque quando aparecem os problemas, normalmente são mais complexos e mais caros do que seriam se houvesse os cuidados preventivos adequados.

Além disso, a falta de manutenção civil e hidráulica, bem como elétrica, pode elevar o consumo de energia, gerar desgastes e danificar ativos, ocasionando perdas financeiras às empresas.

 

6. Riscos de acidentes e multas

Instalações prediais comerciais ou industriais precisam estar em dia com normas que regem da iluminação às estruturas arquitetônicas. A manutenção civil e hidráulica permite a adequação constante às regras, evitando “gambiarras” e riscos de acidentes que podem afetar funcionários, gerar multas e indenizações.

 

 

7. Perda de desempenho e lucratividade

Empresas que não realizam manutenção civil, hidráulica e elétrica costumas sofrer da queda de eficiência à perda de equipamentos industriais.

Além de afetar o funcionamento de máquinas, falhas ocasionadas pela falta de manutenção preventiva podem paralisar plantas industriais.

Isso reduz a produtividade, o cumprimento de prazos, a satisfação dos clientes e, por fim, o faturamento das empresas.

 

Como deve ser feita a Manutenção Civil Predial?

 

Há quem pense que a manutenção predial é feita apenas quando a edificação apresenta algum problema. Mas isso não é verdade. Ela começa desde as primeiras etapas de elaboração do projeto do edifício.

Desde o início são observados e levados em conta a infraestrutura do prédio e os equipamentos que serão utilizados em sua construção.

Isso a fim de evitar qualquer problema e determinar como será feita a manutenção e de quanto em quanto tempo ela deve acontecer.

Para realizar a manutenção civil predial é preciso levar alguns pontos em consideração. São eles:

  • Inspeções de rotina com o objetivo de verificar as condições em que o imóvel se encontra;
  • Consertos elétricos, hidráulicos e de outras naturezas sempre que necessário;
  • O uso correto dos equipamentos e das instalações com o objetivo de prevenir os problemas que podem aparecer com o tempo de uso.

Observando esses três pontos, fica fácil entender por que a manutenção civil predial deve ser feita desde o início, ou seja, de forma preventiva e não somente quando os problemas aparecem. Seguir uma rotina de cuidados é a chave para que o edifício tenha uma vida longa sem passar por grandes problemas.

 

Tipos de manutenção civil predial

 

Além da manutenção civil preventiva, existem dois outros tipos de manutenção predial. O primeiro deles é a chamada manutenção preditiva. Ela consiste em realizar um estudo de todos os sistemas e equipamentos para prever falhas. E a partir disso, coordenar os processos que são realizados na manutenção preventiva.

O segundo tipo de manutenção predial é a corretiva. Esse tipo de manutenção é feito quando o problema já aconteceu. Ou seja, a manutenção ocorre para solucionar o problema existente em equipamentos ou instalações.

Pode ser planejada e ocorrer, por exemplo, pela perda natural de validade dos componentes de uma máquina, equipamento ou estrutura.

Mas infelizmente, na maioria das empresas que não possuem um cronograma de manutenções civis programadas, ocorre de modo inesperado.

Às vezes, literalmente, serve para “apagar incêndios” que podem paralisar toda a produção e custar a perda de equipamentos, de vidas ou de negócios inteiros.

 

Manutenção civil e hidráulica industrial

 

Engana-se quem pensa que a manutenção civil nas indústrias é realizada somente nos equipamentos da linha de produção. Pelo contrário, ela é muito mais abrangente e compreende diversas áreas industriais.

Contudo, para que seja feita da maneira correta e previna o mau funcionamento de instalações e, principalmente, de equipamentos, é preciso cumprir algumas etapas:

 

 

1. Planejamento e Controle de Manutenção (PCM)

Para começar, antes de realizar qualquer manutenção civil industrial é preciso fazer um Planejamento e Controle de Manutenção. O chamado PCM é o responsável por organizar em um único lugar todos os processos que devem ser realizados na manutenção industrial.

O relatório é elaborado por uma equipe especializada composta por técnicos de diversas áreas. Esta equipe tem como objetivo realizar o planejamento, programação e controle de todos os processos, analisando assim todas as informações que são obtidas a fim de se prevenir qualquer falha.

Em posse de todas as informações, a equipe do PCM fica responsável por determinar quando serão feitos todos os reparos necessários, além de determinar quais equipamentos devem ser consertados dentro ou fora da indústria.

 

2. Gestão da manutenção

Outro fator importante na manutenção industrial é a forma como ela é gerida. Ou seja, não basta ter uma equipe especializada e um relatório bem-feito, é preciso ter um gestor para coordenar todo o trabalho que precisa ser realizado.

Nas manutenções civis e hidráulicas industriais, o gestor ou gerente tem como objetivo principal garantir que todas as áreas da manutenção terão uma comunicação efetiva.

Minimizam-se, assim, possíveis falhas que podem acarretar problemas na hora da execução do plano de manutenção dos equipamentos, das instalações elétricas, civis e hidráulicas.

Nas manutenções civil, hidráulica e elétrica, é necessário contar uma empresa de engenharia com engenheiros e técnicos capacitados para executar o plano de manutenção dessas infraestruturas industriais em conformidade com o PMC.

 

Como é feita a manutenção civil industrial?

 

Durante o processo de realização da manutenção civil industrial é feita a verificação de possíveis pontos de dissipação de calor, análise de vibrações e ruídos, presença de fluidos ou trincas que possam comprometer o trabalho das máquinas.

Para realizar as análises, a manutenção civil preditiva nas indústrias precisa contar com equipamentos de avaliação termográfica, que identificam pontos quentes.

Além da termografia, aparelhos de ultrassom podem ser aplicados em paredes, por exemplo. Esses equipamentos emitem uma onda. Se houver obstáculos, como uma trinca interna na superfície analisada, a onda volta de forma irregular, registrando a presença da fissura não aparente e indicando a necessidade de manutenção.

Análises de vibração também costumam ser realizadas, pois os equipamentos industriais vibram, afetando, com o tempo, tanto a parte elétrica quanto a estrutura civil da edificação.

Além de equipamentos de ponta, os especialistas utilizam a inspeção visual como forma de identificar problemas antes que eles afetem a produção industrial.

Os procedimentos do plano de manutenção preventiva adotado devem seguir as diretrizes das normas técnicas brasileiras. Mas, em geral, são normalmente adotados procedimentos como:

  • Correção de danos estruturais como trincas, erosão, desgaste, manchas, desagregação e eflorescência de paredes e componentes estruturais da edificação.
  • Reparação de juntas de concretagem com perda de aderência entre os concretos.
  • Redução de porosidade das estruturas arquitetônicas da edificação.
  • Reformas com extensão de bases de concreto armado.
  • Revisão e recuperação de componentes e infraestruturas elétricas.
  • Adequação de estruturas metálicas, com calhas e perfilados.

 

Os tipos de manutenção civil industrial

 

A manutenção civil de uma indústria costuma englobar os três tipos de manutenção que vimos anteriormente: preditiva, corretiva e preventiva. Mas como isso funciona na prática?

 

Manutenção civil industrial preventiva

 

É com ela que a equipe especializada identifica possíveis falhas ou desgastes que possam exigir algum tipo de manutenção corretiva.

A manutenção civil preventiva se dá através do

monitoramento e análise da infraestrutura predial, especialmente a que impacta na linha de frente da produção industrial.

No fundo, tem como objetivo principal evitar que falhas ou desgastes estruturais paralisem a produção da fábrica.  Ela também atua na prevenção de acidentes e nas possíveis degradações que o maquinário pode sofrer pelo tempo de uso.

Para fazer esse tipo de manutenção é necessário, primeiramente, definir alguns critérios que nortearão a equipe técnica na hora da elaboração do plano de manutenção, bem como a sua realização.

Todas essas informações que são colhidas pela equipe técnica normalmente são agrupadas em um roteiro. Este é elaborado e usado de forma a não se esquecer nenhum detalhe que precise ser ajustado durante a manutenção.

 

Manutenção civil preditiva na indústria

 

Nesse tipo de manutenção é feita a chamada “automação dos processos”. Nela, são instalados sensores e instrumentos com o objetivo de coletar dados para que se tenha um parecer do funcionamento dos equipamentos.

Os dados coletados geram uma análise que, ao longo do tempo, mostra a tendência de degradação dos componentes avaliados.

Com base nessa curva de degradação, é possível realizar o conserto. Além da troca de peças ou reposição quando estas estão no limite de sua capacidade.

Isso evita interferências desnecessárias e gera economia com o custo de manutenção.

 

Manutenção civil industrial corretiva

 

Existem dois tipos de manutenção corretiva da infraestrutura civil nas indústrias. A primeira delas é a planejada. Esta é feita quando há a parada de linha agendada. Esse tipo de manutenção é executado de acordo com o planejamento dos gestores ou PCMs.

O segundo tipo é a manutenção não planejada. Ela acontece quando há uma falha não esperada nos equipamentos.

A manutenção não planejada pode atrapalhar o ritmo de produção, acarretando perdas de rendimentos. Por isso, ela não é recomendada.

Agora que você já sabe os detalhes importantes sobre a manutenção civil, veja como ocorre a manutenção hidráulica em edificações comerciais ou residenciais.

 

Manutenção hidráulica predial

 

A manutenção hidráulica predial tem como objetivo observar quais são as condições de todo o sistema de água de um prédio comercial ou residencial.

A falta de uma manutenção hidráulica pode acarretar problemas no fornecimento de água, desgastes dos encanamentos e tubulações, além de vazamentos que acontecem de tempos em tempos e, em alguns casos, uma reforma completa em todo o sistema de água.

Durante a manutenção hidráulica predial são realizadas algumas ações a fim de verificar os problemas existentes. Problemas como vistorias técnicas, realização de reparos e trocas de peças, testes, emissão de laudos e adequação às normas.

Todas essas etapas têm papel fundamental na boa prática da manutenção hidráulica. Sem elas não é possível manter o bom funcionamento do sistema de água em prédios comerciais, residenciais ou industriais.

Vale ressaltar que toda a manutenção deve ser feita de forma preventiva e não apenas quando o problema aparece. Assim, evita-se o alto custo dos consertos e o aparecimento de problemas mais sérios.

 

Manutenção hidráulica industrial

 

A manutenção hidráulica industrial é uma das etapas de manutenção de suma importância dentro das fábricas. Ela é a responsável pela prevenção de erros que possam comprometer a produção, desgastes e problemas nas instalações, componentes e peças dos equipamentos, por exemplo.

Sem uma manutenção hidráulica adequada, toda a cadeia de produção da indústria pode ser prejudicada.

Vazamentos de água e líquidos manuseados, alagamentos no chão de fábrica, falha no abastecimento de água e contaminação são apenas alguns exemplos que a falta de manutenção adequada acarretam.

Para minimizar o risco desses e de outros problemas aparecerem é preciso implementar os serviços de manutenção hidráulica na fábrica. Ela pode ser feita de maneira preventiva e corretiva.

A manutenção preventiva é a mais indicada, pois é a que ajuda a manter o bom funcionamento de todo o sistema hidráulico. Já a corretiva é a mais utilizada. Contudo, ela só é feita quando o problema aparece, gerando, em muitos casos, gastos mais elevados.

 

Vantagens de fazer manutenção hidráulica e civil com uma empresa multisserviços

 

Ficou claro que, quando o assunto é manutenção civil e hidráulica, o melhor é contar com os serviços de uma empresa especialista no assunto.

E nesse quesito, você terá enormes vantagens em contratar uma empresa de engenharia multisserviços para realizar a gestão das manutenções.

Isso porque uma empresa multisserviços engloba em sua equipe profissionais, equipamentos e treinamentos de normas técnicas para atuar tanto na engenharia civil – cuidando da parte arquitetônica e hidráulica – quanto da engenharia elétrica.

E nisso a OMS Engenharia é destaque no mercado. A empresa adota o conceito one-stop-shop, englobando todas essas áreas em um só contrato.

Vantagens? Um contrato de manutenção fechado com uma empresa multisserviços:

  • Solucionará problemas de manutenção civil que vão do piso ao telhado.
  • Realizará também as manutenções preventivas, preditivas e corretivas das instalações elétricas.
  • Fará as manutenções hidráulicas, tão fundamentais às operações industriais, comerciais e de condomínios residenciais.
  • Resolverá interferências entre essas três áreas, solucionando problemas hidráulicos, elétricos e civis ao mesmo tempo, com uma só equipe. Isso é vital porque algumas situações elétricas, por exemplo, exigem alterações civis ou hidráulicas e vice-versa.

Contar com uma empresa com esse nível de preparo garante enorme tranquilidade e segurança na gestão dos ativos de qualquer empresa. É mais do que a simples manutenção: é o gerenciamento completo, o “plano de saúde” de uma edificação.

→ Leia mais sobre a engenharia multisserviços aqui!

 

Expertise da OMS Engenharia

 

A OMS é uma empresa de engenharia multisserviços especialista em manutenção civil, hidráulica e elétrica. Para isso, conta com uma equipe técnica  preparada para atender às mais diversas demandas de seus clientes.

Ao contratar a OMS, o cliente é apresentado a uma seleção dos melhores serviços de engenharia englobando:

Todos os projetos são feitos e executados para que as edificações tenham a garantia de um bom funcionamento.

→ Pronto para começar? Entre em contato conosco e confira quais são os nossos serviços de manutenção civil, hidráulica e elétrica predial residencial, comercial e industrial. Será um prazer atendê-lo!

→ Para saber mais sobre o rol de serviços da OMS Engenharia, baixe nosso e-book “Serviços para Arquitetos”. E aproveite para ler também nossos materiais sobre projetos elétricos, laudos e geração de energia solar. Clique na imagem abaixo e boa leitura!

 

manutenção civil e hidráulica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat