Blog

Mufla Elétrica: o que é, para que serve, quando substituir?

Mufla elétrica

Mufla Elétrica: conheça os vários tipos e saiba por que elas são tão importantes para a sua empresa

Os equipamentos e máquinas de uma indústria dependem do bom funcionamento de muflas elétricas. Assim como comércios e edifícios, especialmente os que possuem transformadores.

Basicamente, a mufla é uma terminação para cabos elétricos. É o dispositivo que serve para isolar um cabeamento condutor de eletricidade quando este é conectado a:

  1. outro condutor
  2. um equipamento, como um transformador, por exemplo
  3. um barramento elétrico (tira grossa de cobre ou alumínio que serve para conduzir a eletricidade dentro de um quadro de distribuição de energia).

Portanto, as muflas elétricas são utilizadas para conectar ou finalizar cabos alimentadores de energia, sejam eles de alta, média ou baixa tensão.

E por que isso é tão importante para indústrias, empresas e edifícios? Confira!

 

Funções das muflas elétricas

 

Além de isolar as terminações dos cabos, as muflas possuem várias funções vitais a todo tipo de empresa ou edifício.

  1. Uma mufla elétrica serve para aliviar o campo elétrico presente em condutores energizados. Isso evita a fuga de corrente, ou seja, o desperdício de energia elétrica.
  2. Muflas mitigam o chamado “efeito corona”, ou seja, pontos quentes onde há maior atividade elétrica com risco de superaquecimento e curtos-circuitos.
  3. As muflas elétricas também fazem a transição entre o transformador alimentador de uma edificação e a rede aérea da concessionária, geralmente em média tensão.
  4. Nesse sentido, são isolantes vitais sempre que há uma passagem da linha de transmissão de energia aérea para uma linha subterrânea. Por isso a mufla elétrica é utilizada em conexões feitas por baixo do solo para levar a eletricidade que vem da rede à subestação de energia da indústria ou edificação.

 

Mas como as muflas elétricas funcionam?

 

Em uma ponta da mufla está o cabo que vem da rede energizado (em fase/ linha) e na outra, fica o aterramento (terra).

Muflas elétricasGrosso modo, a mufla gera um afastamento de pelo menos 15 centímetros entre o condutor de energia e o seu aterramento. Esse espaço entre “fase” e “terra” evita a ocorrência de curtos.

Desta forma, uma mufla elétrica serve como uma espécie de isolação entre o cabo e seu aterramento.

Por ser blindada com várias camadas de proteção, a mufla evita a formação de pontos quentes, que favorecem ainda mais a ocorrência de arcos elétricos e curtos-circuitos.

Sem a mufla, um cabo que traz a energia da rede elétrica em média tensão seria conectado diretamente a um transformador, podendo gerar curtos ou fugas.

Isso seria um problema sério especialmente para indústrias, empresas e edifícios residenciais ou comerciais que recebem energia da concessionária em média ou até em alta tensão.

Edificações desse porte precisam de um transformador que rebaixe a energia recebida da rede de média tensão para baixa tensão, a fim de que possa ser usada para alimentar equipamentos e instalações elétricas industriais ou domésticas.

As muflas elétricas são instaladas entre o cabo de média tensão que vem da rede e o transformador da indústria ou edifício. Por isso podem estar presentes tanto nos postes da rede elétrica quanto em ambientes internos, junto a transformadores, barramentos e cabos que distribuem a energia aos circuitos internos.

 

Importância da conservação de muflas elétricas

 

Muflas com terminais de cabos elétricos bem conservados garantem menos interrupções no fornecimento de energia e conferem segurança à instalação elétrica.

Vamos ao exemplo de uma indústria que recebe energia em média ou alta tensão. Neste caso, as muflas ficam nos postes da rede elétrica ou nos transformadores que alimentam os circuitos da planta industrial.

Se, por falta de manutenção preventiva, as muflas elétricas estiverem danificadas, poderá ocorrer uma “fuga” de corrente através de um “caminho – falha”.

Essa fuga de energia costuma ocasionar a completa “destruição” da mufla e a queima do isolante do condutor, comprometendo todo o cabo que compõe um circuito.

Consequentemente, o fornecimento de energia é interrompido, paralisando totalmente as máquinas alimentadas pelo circuito afetado.

É por isso que os equipamentos e máquinas industriais dependem do correto funcionamento de muflas.

 

Muflas elétricas externas e internas

 

As muflas externas são instaladas junto às linhas da rede elétrica de média tensão, postes e estações transformadoras “rebaixadoras de tensão”. E precisam resistir à ação do tempo.

Mufla elétrica externa em transformados de edificação

 Por isso são preparadas para suportar exposição à radiação ultravioleta do sol, chuva, névoa salina, poeira e outros agentes. E ainda assim precisam passar por manutenção preventiva anual para evitar curtos-circuitos.

Mas não existem apenas muflas externas. A mufla interna é muito semelhante, porém mais lisa que a mufla externa. É utilizada em espaços confinados, como em subestações cabinadas, onde a terminação não é exposta a intempéries.

Muflas internas instaladas pela OMS Engenharia junto ao transformador da indústria de sorvetes Bapka, na Região de Curitiba, durante reforma elétrica da planta industrial.

É comum também a utilização de mufla interna ligando um cabo a um barramento no quadro de distribuição de energia de uma instalação elétrica.

Indústrias, por exemplo, possuem vários “painéis elétricos” que distribuem os circuitos de alimentação aos diferentes setores da produção. E a utilização de muflas protege esses circuitos contra o perigo de curtos.

 

Muflas elétricas

 

Tipos de muflas de média tensão

 

A média tensão é muito comum em indústrias e empresas com grandes equipamentos. Existem variados tipos de muflas elétricas de média tensão, de acordo com os materiais componentes destes dispositivos. São exemplos a mufla elétrica termocontrátil, a contrátil a frio, a push-on e a modular.

 

Mufla elétrica termocontrátil

 

As muflas de material termocontrátil têm sido bastante utilizadas em substituição às tradicionais, que são de porcelana. Elas têm boa estabilidade térmica e são resistentes ao calor, com temperatura de fusão entre 50 e 100ºC. Também contém aditivos, como antioxidantes, retardantes de chamas, agentes de cura, catalisadores e estabilizantes contra raios ultravioletas.

 

Mufla elétrica contrátil a frio

 

A mufla elétrica contrátil a frio é feita de compostos de borracha de silicone. A flexibilidade do silicone é a vantagem principal, já que facilita os processos de montagem. Por isso esse tipo de mufla pode ser usado em diferentes seções transversais de condutores. Essas muflas podem ser retiradas dos cabos e reaproveitadas.

 

Mufla elétrica push-on

 

A mufla push-on também é feita de borracha de silicone. O diferencial é que possui um cordão plástico na parte interna. Esse cordão contrai a terminação no cabo quando o operador puxa o cordão, cuja função é aliviar a tensão na parte final do cabo.

 

Muflas elétricas modulares

 

São formadas de um tubo de alívio de campo elétrico, uma cobertura de aterramento e saias poliméricas (isoladoras). Também são compostas de borracha de silicone.

“A escolha do tipo de mufla para cada caso, a instalação e a manutenção devem ser rigorosas. Se ocorrerem falhas na instalação, a mufla certamente terá seu desempenho comprometido com o passar do tempo. E prejuízos como a paralisação de atividades serão inevitáveis” – alerta o engenheiro eletricista Osmar Nascimento Costa, sócio da OMS Engenharia.

 

Como dever ser a manutenção de uma mufla elétrica?

 

Todos os materiais elétricos sofrem degradação com o tempo. E com as muflas não é diferente.

As muflas elétricas externas podem apresentar pontos de deterioração, como pequenos furinhos ou fissuras em seu revestimento, comprometendo seu potencial de isolação.

Além disso, se a mufla não for bem instalada ou não tiver manutenção anual preventiva, seus terminais começam a causar sobreaquecimento.

Nesses casos, o calor gera o chamado “vazamento de mufla”. Isso significa que a mufla está permitindo a fuga de corrente entre fase e terra. E esse “vazamento” costuma ocasionar perdas de energia, ou seja, desperdício. Além de curtos e até explosões.

Nas manutenções elétricas preventivas, testes com um equipamento chamado megômetro verifica se o potencial de isolamento da mufla está adequado. Se não estiver, a mufla ou o condutor deve ser substituído.

Um mufla elétrica interna também pode sofrer queda na resistência à isolação, o que representa risco de curtos. Esse perigo é revelado a tempo quando são feitas manutenções periódicas.

Planejamento e execução profissionais, somadas à  manutenção preventiva ainda são o melhor investimento.

→ Por isso, conte com a OMS Engenharia para instalar e fazer a manutenção de suas muflas elétricas. Entre em contato conosco por aqui e proteja sua empresa!

 

Expertise OMS – 30 anos de soluções com energia!

 

A OMS Engenharia atua há três décadas em várias regiões do Brasil na prestação de serviços de engenharia que vão do projeto à execução.

Consolidada no mercado como empresa de engenharia multisserviços, realiza obras completas englobando elétrica e civil ao mesmo tempo, no conceito one-stop-shop.

Isso significa que, ao contratar a OMS, você tem à disposição uma equipe treinada de acordo com as boas práticas e normas para executar serviços que envolvem tanto instalações elétricas quanto reformas civis prediais ou hidráulicas.

Ou seja: uma só empresa faz tudo por você, tornando seu projeto muito mais tranquilo, eficaz e simples de gerenciar! Isso porque o planejamento global de uma obra reduz interferências entre os variadores setores da engenharia, economizando tempo e dinheiro.

 

Serviços

 

O amplo rol de atendimento da OMS Engenharia inclui atividades como:

Atendendo grandes clientes, como Copel, Banco do Brasil, Grifols, Sanepar, Sumitomo e muitas outras, a OMS tem experiência comprovada na realização de manutenções e obras dos mais variados portes.

Se você está pronto para começar, nós estamos prontos para te atender!

Aproveite para conhecer nossa história, nossos cases e baixar nossos e-books! Obrigado pela visita e até breve!

Open chat