Blog

OMS 30 anos (parte 3): como evoluímos com tecnologia e valorização dos colaboradores

OMS 30 anos: foto funcionários aperto de mãos

 

Para chegar aos 30 anos, a OMS Engenharia não foi uma obra apenas dos irmãos Mauro e Osmar Costa. Eles começaram essa história, mas, durante todo esse tempo, foram juntando pessoas e formando um corpo de profissionais de primeira linha.

Hoje são mais de 40 colaboradores, sem contar os terceirizados. São mãos extremamente importantes, que fazem o trabalho nos mais variados setores, seja dentro da sede da empresa, no bairro de Santa Felicidade, ou fora, no dia a dia das obras. Todos têm sua importância.

“E só temos que agradecer a todos os colaboradores, a todas as pessoas que cruzaram nosso caminho ou que estão caminhando conosco. Essa história bonita não foi feita sozinha, ela foi feita com todo mundo que está próximo a nós ou que passou por nós. Isso é algo que nos dá bastante alegria”, agradece Mauro.

Desde o início, o cuidado com as pessoas era ponto primordial para os irmãos. Criar um ambiente de trabalho agradável e sustentável sempre foi o objetivo deles. E ouvir dos colaboradores que “nunca tinham visto um ambiente tão bom como aquele”, é a certeza de que tudo foi bem feito na caminhada.

 

Funcionários da OMS Engenharia: colaboradores recebendo prêmio da OMS
Colaboradores da OMS com mais de 10 anos de casa recebem prêmio em comemoração realizada em 2020

 

Osmar até brinca que chega a ser “triste” ver a OMS Engenharia caminhando sem grandes intervenções dele e do irmão. Mas é uma tristeza boa, garante.

“É uma alegria. E tristeza de ver que a empresa caminha por si só, independente da nossa presença ou não. Às vezes caminha melhor na nossa ausência. O sucesso do administrador é se sentir feliz porque conseguiu construir algo sustentável e, ao mesmo tempo, se sentir triste porque é dispensável, então vai poder descansar tranquilo”, diz Osmar.

 

colaboradores OMS? funcionário mais antigo recebendo prêmmio
Itamar, funcionário mais antigo da OMS, recebe prêmio das mão de Mauro e Osmar Nascimento Costa, fundadores da empresa.

 

 

Passado, presente e futuro

 

O engenheiro eletricista Henrique Dariva lembra bem do começo da OMS Engenharia. Mesmo pequeno, estava junto com o pai, Osmar Costa, e o tio nas obras, vendo de perto como trabalhavam. Três décadas depois, segue ao lado deles, mas agora com a missão de colocar a empresa no futuro.

Ele acompanhou toda a evolução tecnológica nesses 30 anos. E viu como hoje não dá para ficar para trás. Sabe muito bem disso porque lembra a dificuldade que era furar uma laje concretada. Eram dias de trabalho. Era uma missão praticamente artesanal.

E não só na execução, mas na parte de projetos a tecnologia avançou muito. Da prancheta, foi para o CAD e agora o BIM –  Modelagem de Informações da Construção – começa a tomar espaço. É uma tecnologia que permite modelar desde um parafuso da fundação até o último pavimento. Tudo isso em 3D e outras dimensões!

A OMS Engenharia cresceu junto com a tecnologia e está de olho nela para continuar evoluindo, já pensando nos próximos 30 anos. “Estamos muito atentos a esses movimentos do mercado porque precisamos agregar tecnologia. Afinal, temas como Internet das Coisas, Big Data, automação industrial e predial estão convergindo cada vez mais. Tudo está conversando de forma mais harmônica”, comenta Henrique.

A empresa sempre buscou as melhores ferramentas, sempre buscou agregar tecnologia nas obras. E investiu muito em  equipamentos de ponta.

 

OMS Hoje

 

Um dos serviços da OMS Engenharia que surgiram a partir do investimento em tecnologias de última geração foi o de laudos e análises. Com instrumentos de medição de última geração, a OMS pôde proporcionar esse serviço aos clientes.

 

Laudo elétrico: imagem de aparelho realizando laudo elétrico

 

E a lista dos setores de atuação em serviços com tecnologia de última geração é cada vez mais ampla:

 

 

Hoje, a OMS entrega ao mercado soluções completas que unem a engenharia elétrica à civil. Tornou-se uma empresa de engenharia multisserviços que, dentro do conceito de “one stop shop”, executa do projeto elétrico às reformas na parte civil que sejam necessárias.

Dessa forma, seus clientes não precisam contratar uma empresa para cada parte do projeto, unificando tudo em local só: a OMS Engenharia.

Por isso ela conquistou grandes clientes e parceiros, como Copel, Banco do Brasil, Grifols, Siemens, Volvo, Sanepar e tantos outros, públicos ou privados.

Só que a OMS Engenharia não vai parar por aí. Ainda há muito para investir em tecnologia e entregar o melhor serviço. “Tecnologia agrega valor ao cliente e para nós. É um diferencial de mercado. A empresa que investe em tecnologia colhe frutos no futuro”, finaliza Henrique.

Veja a seguir, no quarto vídeo da série OMS 30 anos, os depoimentos de Mauro, Osmar e Henrique Costa sobre como todas essas experiências, vividas em três décadas de evolução constante, consolidaram uma empresa robusta e alinhada às tecnologias de ponta das engenharias elétrica e civil.

 

 

→ No último episódio da série OMS 30 anos, você verá como o desenvolvimento da OMS Engenharia se consolidou em paralelo a ações concretas de responsabilidade social e ambiental. Não perca!

Produzido por Share Mkt.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.